terça-feira, 18 de março de 2008

Vista grossa

Em 29 de Fevereiro o Paulo Furtado na pelo dos Wraygunn deu um fabuloso concerto no Lux. Visualmente falando também. Na verdade já estamos habituados a este cuidado quando vamos a um concerto dele ou lhe compramos um CD.

Fui prevenido para o concerto com baterias e cartões de memória porque já sabia que a máquina fotográfica iria disparar ao ritmo do bombo. Cheguei a casa e descarreguei tudo para o PC segundo uma rotina supostamente prevenida de algum acidente que me leve a perder as fotografias. Mas nunca é suficiente, há sempre uma variante criativa e inesperada dos acontecimentos. Despejei as fotografias para um crivo de 'bad clusters' em vez de para um disco rígido e o Windows Vista fez os possíveis por esconder a situação (seria de agradecer, se a catátrofe fosse evitada) e nem uma mensagem de erro aparece, durante ou após a descarga. Os programas de abertura das fotos é que se queixam de qualquer coisa indefenida, porque o Vista grossa vai remediando parte do problema. Parte. As fotos ficaram irrecuperáveis, foi tudo pró c*.

Já tenho um disco rígido novo e lá guardei os restos ainda reconhecíveis. Se conseguir fazer alguma coisa deles, posto ali para cima.

Ah, na primeira parte tocaram os Portugueses "Sean Riley and the Slow Riders". Gostei de ver o bateclista, errr, teclerista, enfim, o tipo que tocava ao mesmo tempo bateria e teclas. Enquanto cantava.

1 comentário:

KameraManInBlack disse...

nunca se deve confiar em programas da microsofre...
:-|